BIP: Confira o novo programa do governo para os trabalhadores informais

A pandemia do covid-19 afetou todas as áreas possíveis, inclusive em nível econômico todos os países no Brasil. Por conta disso, mesmo muitas empresas crescendo bastante em alguns setores, outras tiveram que fechar suas portas e a maioria que conseguiu se manter funcionando, teve impactos negativos e se tornou uma calamidade pública.

Os trabalhadores informais ou autônomos também foram afetados de forma considerável. Diante disso, Paulo Guedes anunciou que vai lançar o programa Bônus de Inclusão Produtiva (BIP) que pode ajudar ainda mais além do auxílio emergencial e o Bolsa Família.

Foto: (reprodução/internet)

O que é o BIP

Paulo Guedes (ministro do Ministério da Economia) anunciou que este auxílio do governo/benefício do governo está em processo de criação o novo programa do governo que visa auxiliar a classe de trabalhadores informais afetados pela pandemia do coronavírus chamado Bônus de Inclusão Produtiva (BIP).

Além de já haver outros programas do Governo como o Auxílio Emergencial e o Bolsa Família que tentam equalizar a distribuição de renda, Guedes afirmou que o BIP pode auxiliar muitos que não possuem uma incerteza trabalhista e vivem na informalidade trabalhista, área essa que não é muito atendida pela legislação trabalhista.

O ministro ainda não deu muita informação sobre o programa, porém visa ajudar esses trabalhadores de baixa renda que não possuem encargos trabalhistas. Ainda não se sabe o teto de gastos desse projeto, entretanto, talvez o auxílio deve ficar perto do benefício médio do Bolsa Família e do Auxílio Emergencial.

Foto: (reprodução/internet)

CONFIRA MAIS: Benefício do PIS: como consultar e sacar

Outros tipos de benefícios oferecidos pelo Governo

Além do BIP, o Governo Federal já possui outros tipos de benefícios que são oferecidos para a população, principalmente para aqueles que não possuem um emprego formal. O Bolsa Família foi criado em 2004 e hoje já ajuda mais de 14 milhões de famílias por todo o Brasil.

O benefício assiste pessoas em situação de pobreza ou extrema pobreza em que a família recebe em média R$89 a R$178 por pessoa. O valor médio pago pelo programa é de R$190 para cada pessoa da família, entretanto, esse valor varia.

O Auxílio Emergencial é um dos projetos que foi lançado durante a pandemia para ajudar as pessoas de baixa renda a manterem ou resgatarem sua situação financeira prejudicada. É possível participar e receber o auxílio do Governo sendo desempregado ou trabalhador informal, sendo beneficiário do Bolsa Família, ter renda familiar até 3 salários mínimos.