A importância do CadÚnico e como solicitar o seu

Apesar do Brasil ser um país com muitos potenciais para crescimento em diversas áreas, a pobreza ainda é uma questão muito presente na realidade do brasileiro. Muito brasileiros enfrentam essa dura realidade no seu dia a dia e tentam sobreviver a todo custo.

Para isso, o Governo Federal auxilia de diversas formas a população com a criação de diversos projetos e programas. Entre eles está o Cadastro Único, que não é muito bem um benefício e é mais conhecido como Cadúnico. Neste artigo vamos explicar um pouco mais que pode se inscrever, vantagens e outras informações importantes.

Foto: (reprodução/internet)

O que é o Cadastro Único?

Nomeado de forma completa como Cadastramento Único para Programas Sociais do Governo Federal, é nada mais nada menos do que um conglomerado de informações pessoais que informa especificamente a situação social e financeira das pessoas de baixa renda no Brasil.

O projeto foi criado em 2001 e é administrado pelo Ministério da Cidadania e, no Distrito Federal, pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e tem o intuito de gerenciar, administrar e prover informações importantes sobre a situação da população da região para que assim as autoridades locais assistam com o apoio necessário.

Para que serve o Cadastro Único?

Com essas informações financeiras e sociais providas no Cadastro Único, o Estado, municípios e governantes podem prover diversos projetos para auxiliarem a população de baixa renda ou com renda mensal baixa como o Bolsa Família, Auxílio Emergencial e diversos outros programas.

Foto: (reprodução/internet)

LEIA TAMBÉM: Como solicitar o benefício ID Jovem

Benefícios e vantagens do Cadastro Único

O Cadastro Único serve como o principal meio para entrar nos benefícios do Governo como:

  • Programa Bolsa Família
  • Programa Bolsa Alfa Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas)
  • Programa DF sem Miséria
  • Isenção de taxas em concursos públicos federais
  • Programa Morar Bem
  • Telefone Popular
  • Isenção de taxas em concursos públicos distritais
  • Tarifa social de energia elétrica
  • Fomento às atividades produtivas rurais
  • Auxílio emergencial durante a pandemia da covid-19
  • Tarifa social de água
  • Programa Identidade Jovem
  • Carteira do idoso Carta social Redução da contribuição previdenciária para fins de aposentadoria de dona de casa

Vale ressaltar que possuindo o Cadastro Único não necessariamente o solicitante conseguirá todos esses programas de forma imediata, aliás, ao solicitar algum desses benefícios a solicitação é posta em análise para aprovar ou não.

Quem pode solicitar e como solicitar o Cadastro Único

Para se cadastrar é necessário que:

  • Família com renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo;
  • Famílias com renda mensal totalizando até três salários mínimos (R$ 3.300);
  • Famílias com renda mensal de até meio salário mínimo (R$ 550, em 2021) por pessoa.

Vale lembrar que pessoas em situação de rua também podem se inscrever no Cadastro Único.

Para se cadastrar basta procurar por um Centro de Referência em Assistência Social (Cras) da sua cidade e levar alguns dos documentos pessoais de todos os membros da família como CPF, Carteira de Trabalho, Comprovante de Residência, Título de Eleitor e/ou outros.

Depois de solicitado, o pedido será analisado e caso aprovado, você terá o seu Cadastro Único. Para consultar as informações do Cadastro Único basta acessar o site Meu Cadúnico, pelo aplicativo de celular entrando com as informações requeridas, ou então pelo telefone 0800 707 2003.