Casa Verde e Amarela: a chance da sua casa própria

O projeto Casa Verde e Amarela é a maior esperança de muitos brasileiros que sonham em ter a casa própria. Neste artigo, contamos todos os detalhes!

Muitas pessoas têm o sonho de ter a casa própria, mas como o valor de aquisição é tão alto, quase todos não podem arcar com os métodos tradicionais de financiamento. Por isso, no programa Casa Verde e Amarela, o governo atua como fiador, o que reduz significativamente a taxa de juros.

Aqui, o risco para os vendedores de imóveis diminui exponencialmente. Com isso, o governo federal contrata empreiteiras particulares para construir esses imóveis. Então, por meio do Sistema de Financiamento Habitacional com Poupança (SFH), o governo paga os imóveis para essas empresas e os vende a prazo para o público em geral.

Além disso, o setor público consegue criar empregos e ganhar dinheiro ajudando as pessoas a comprar seus próprios imóveis a um preço mais baixo. Dessa forma, você também pode obter parcelas menores. Assim, todos os envolvidos beneficiam da Casa Verde e Amarela. Continue lendo para todas as informações!

Quem pode financiar imóveis pelo programa ?

Mesmo para projetos governamentais, os recursos financeiros são limitados. Por isso existem algumas regras para quem quer ter casa própria através da Casa Verde e Amarela. Para participar, você deve atender a todos os critérios além de possuir o valor máximo do imóvel que está financiando.

Ainda assim, é sempre bom fazer um simulado na feira do programa, que costuma ser realizada na maior cidade do país. Em tese, a Caixa Econômica Federal é a responsável por essas operações. Segundo o banco, alguns dados de renda familiar são extremamente importantes para participar do programa Casa Verde e Amarela.

Assim, para obter seu imóvel em área urbana, deve-se seguir uma escala de renda. Famílias com renda familiar total de até R$ 2.000 podem adquirir imóveis com juros de até 4,75% ao ano, além de um subsídio de R$ 47.500,00. Para famílias com renda bruta de até R$ 4.000, o subsídio é reduzido para R$ 29.000, além de juros de até 5,25% ao ano.

Para famílias com renda entre R$ 4.000,01 e R$ 7.000, não há subsídio, mas a taxa de juros é de 7,66% ao ano. Com isso, além do governo federal pagar uma parte do valor do seu imóvel, os juros do imóvel são inferiores à taxa básica da economia, a Selic. Como resultado, os bancos privados mal conseguem ultrapassar essas taxas, tornando o programa muito atraente.

Por outro lado, famílias com renda total superior a R$ 7 mil não podem participar do programa e devem buscar cofinanciamento de bancos públicos ou privados. Dessa forma, a Casa Verde e Amarela tem como alvo famílias de baixa renda no Brasil. Vale lembrar também que o valor máximo financiado pelo programa é de R$ 264 mil.

Como participar do Casa Verde e Amarela ?

A inscrição no programa Casa Verde e Amarela é fácil. Isso porque o governo federal criou toda uma organização em torno do programa, reunindo construtoras e entidades organizadas autorizadas a conceder benefícios. Para que você possa sempre buscar financiamento, basta seguir algumas regras.

De um modo geral, desde que haja empreendimentos à venda em sua cidade, você pode participar da Casa Verde e Amarela. Para isso, basta entrar em contato com a empresa e realizar uma simulação diretamente com a construtora ou a empresa responsável. Depois disso, você entrega o documento na agência da Caixa mais próxima ou no correspondente Caixa Aqui.

Feito isso, o banco analisará os documentos entregues e ao final do processo (sujeito à aprovação) mostrará a melhor opção de financiamento disponível no mercado para você assinar o contrato. No entanto, para ser aprovado para participar da Casa Verde e Amarela, é necessário aderir à faixa de renda mensal do domicílio.

Por último, mas não menos importante, você pode usar o FGTS para pagar as parcelas da Casa Verde e Amarela. Para isso, é necessário ter um fundo garantido por pelo menos 3 anos, nenhum imóvel na mesma cidade e nenhum imóvel financiado no sistema de financiamento habitacional.

Além desse benefício, você pode ter um cartão de crédito com limite especial para cobrir suas demais despesas. Com um bom cartão, você pode mobiliar, decorar e deixar tudo o que poderia sonhar para sua nova casa. Por isso, não se esqueça de garantir que tudo seja da mais alta qualidade para você e sua família!