Saiba tudo sobre o programa Minha Casa Minha Vida

Comprar uma residência (seja apartamento, casa ou outro tipo de moradia convencional) não é tão acessível no Brasil, aliás, pensar em comprar uma à vista é inimaginável. Apesar do aluguel ser uma das possibilidades mais acessível, principalmente para famílias com renda baixa, o sonho de comprar a casa própria ainda é uma realidade para alguns.

Para isso, o Governo Federal disponibilizou diversas benefícios para facilitar a vida de quem quer realizar esse desejo. Diante disso, criou o programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) e neste artigo vamos mostrar quem pode solicitar, as vantagens e como solicitar.

Foto: (reprodução/internet)

O que é o Minha Casa Minha Vida

O programa foi criado em 2009 para equalizar e equilibrar o déficit e problemas habitacionais no Brasil. Com isso, o programa já ajudou e auxiliou milhões de brasileiros até agora desde que foi lançado.

Diante disso, o intuito do governo com esse projeto é facilitar o acesso dos cidadãos brasileiros a moradias tanto em áreas urbanas quanto em áreas rurais para a população de faixas de renda baixa ou com a renda familiar abaixo do padrão.

Para isso, o Governo Federal provê situações de financiamento mais acessíveis financeiramente desses imóveis. Para tanto, é feito parcerias entre o Governo, estados, municípios, empresas e organizações sem fim lucrativo. Veja abaixo como fazer para solicitar o seu imóvel mais acessível ainda esse ano.

Foto: (reprodução/internet)

CONFIRA TAMBÉM: A importância do CadÚnico e como solicitar o seu

Como funciona o programa

Os descontos e as condições são baseados e divididos de acordo com 4 faixas de renda de acordo com a renda mensal de cada família:

Faixa 1

As pessoas da faixa 1 são as famílias que possuem renda mensal de até R$ 1,8 mil. Nestes casos, o financiamento pode ser feito em até 120 meses, com prestações mensais que variam de R$ 80,00 a R$ 270,00, isso dependendo da renda bruta familiar.

Além do mais, a garantia do financiamento é o próprio imóvel que vai ser adquirido. Nesta faixa social, a maioria do valor da residência é financiada pelo governo.

Faixa 1,5

Nesta faixa, está inclusa as famílias com renda mensal até R$ 2.600,00. Nessa situação, o financiamento do imóvel é feito com uma taxa de juros de 5% ao ano e com uma data limite de pagamento de até 30 anos. Além disso, conta ainda com um auxílio do governo que pode chegar até R$ 47,5 mil.

Faixa 2

Nesta faixa estão inclusas as famílias com rendimento mensal de até R$ 4 mil. Neste caso, o governo auxilia com até R$ 29 mil na conquista do imóvel. A taxa de juros anual aqui varia entre 5,5% e 7% e o prazo de financiamento pode ser de até 30 anos.

Faixa 3

Nesta faixa está encaixado as famílias com renda de até R$ 9 mil mensais e a taxa de juros é subdividida e duas sub faixas.

Para as que possuem um rendimento entre R$ 4 mil e R$ 7 mil, a taxa de juros é de 8,16% ao ano. Entretanto, para aqueles que possuem renda entre R$ 7 mil e R$ 9 mil, a taxa de juros anual já é de 9,16%. O prazo limite para o financiamento também é de 30 anos para ambas as sub faixas.

Em qualquer um dos casos ou faixa de renda, os valores e juros concedido são bem menores e abaixo do que é oferecido no mercado imobiliário.

Como solicitar

Para solicitar, basta ir à prefeitura da sua cidade com todas as documentações em mãos. Ou então você pode ir a uma agência da Caixa Econômica Federal e até se informar por lá. Aliás, no site da Caixa Econômica é possível saber a agência mais perto de você.