Home Brasília Novembro Azul: Para um HOMEM consciente, a PREVENÇÃO faz toda a diferença!

Novembro Azul: Para um HOMEM consciente, a PREVENÇÃO faz toda a diferença!

Exame de toque retal causa, ainda, preconceito entre muitos homens. O câncer de próstata é o segundo mais comum no Brasil, por isso, quebrar tabus, alertar e conscientizar a sociedade deve ser tarefa diária.

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os brasileiros, perdendo, apenas, para o câncer de pele não melanoma. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), foram estimados 68.200 casos novos, por ano, nos próximos dois anos. Isso dá uma incidência de 66,1 casos por 100.000 habitantes. A mortalidade ocorre em 20% dos casos. Em 2015, foram estimadas cerca de 1500 mortes por câncer no Brasil.

Como o Centro Urológico de Brasília contribui para a causa?

Para destacar a campanha “Novembro Azul” – movimento de extrema relevância para o País – o Centro Urológico de Brasília (Urocentro) – referência na área de urologia – reforça a importância da prevenção e o diagnóstico precoce da doença. O objetivo é conscientizar a população, além de quebrar tabus e preconceitos em relação ao exame de toque retal. O constrangimento, o medo e a falta de informação que rondam a realização do procedimento não devem ser maiores que os cuidados com a saúde do homem.

 urocentro-campanhaurocentro-campanha-2

O que é o câncer de próstata?

O câncer de próstata é a doença mais comum entre os homens, principalmente após os 50 anos de idade – embora possa ser diagnosticado também em pacientes mais jovens. Para homens afrodescendentes e pessoas com histórico familiar de câncer de próstata, devem iniciar a prevenção aos 45 anos. No Brasil, a cada dez pessoas diagnosticadas com câncer de próstata, nove têm mais de 55 anos.

A doença é causada por uma alteração genética (mutação) nas células da próstata. Ao longo da vida, as células se multiplicam – substituindo as mais antigas por novas. Porém, em alguns casos, pode acontecer um crescimento descontrolado de células, formando tumores que podem ser benignos e/ou malignos. No estágio inicial, o câncer de próstata pode não manifestar sinais, porém, quando em fase avançada pode apresentar alteração na micção (urinar com dificuldade), sangramento urinário, perda de peso e dores ósseas.

Como é feito o diagnóstico e tratamento?

Para o diagnóstico, existem duas formas para prevenir e/ou detectar o câncer: realizando um exame de sangue chamado de PSA (Antígenos Prostático Específico) e/ou o toque retal. O toque, em conjunto com o PSA, é mais eficaz e traz mais segurança em relação a análise final. O processo é indolor e dura poucos minutos.

Em relação ao tratamento, existem vários métodos para controlar a doença e o médico recomendará o mais indicado para cada tipo de paciente e para cada estágio do câncer. Os principais são: uso de remédios (bloqueio hormonal e quimioterapia), radioterapia e cirurgia para a remoção da próstata (prostatectomia).

A maioria dos casos de câncer de próstata pode ser curado, desde que o diagnóstico seja feito precocemente. Para isso, é fundamental que os homens realizem o exame regularmente.

Sobre o Urocentro

O Urocentro há 30 anos presta serviço de excelência na área de urologia. Umas das principais características do centro é o diagnóstico correto e preciso. Para isso, as unidades contam com especialistas qualificados e em constante atualização profissional, além do atendimento humanizado e a realização de consultas, cirurgias e exames do trato geniturinário para homens e mulheres. A qualidade do serviço e a avaliação criteriosa é o que faz o Urocentro ser referência em Brasília.

Unidades:
Santa Lúcia – segunda a sexta-feira, das 8h às 21h – (61) 3346 7612
Unidade Advance – segunda a sexta-feira, das 8h às 21h, e sábado, das 8h às 12h – (61) 3345 4200

Informações da Assessoria Conectando Pessoas

BUSCA

ÚLTIMOS ARTIGOS

Como fazer a consulta do Cartão Cidadão

O Cartão Cidadão foi criado nos anos 2000 pelo Governo Federal, em parceria com a Caixa Econômica, com o objetivo de unificar as contas...