Pronatec: bolsas de cursos para se profissionalizar

O mercado de trabalho tem se tornado cada vez mais qualificado. Isso quer dizer que as empresas estão exigindo mais e mais dos possíveis contratados, o profissional agora precisa ser especialista e muito bom para conseguir vagas mais remuneradas.

Para ajudar você a se tornar um profissional bem capacitado para assumir cargos importantes nas empresas e fazer você se destacar no mercado de trabalho, o Governo Federal lançou em 2011 o  Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – Pronatec. Veja abaixo como acessar!

Foto: (reprodução/internet)

Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – Pronatec

O projeto surgiu em 2011 com a ideia de ampliar o ensino técnico para aqueles que se interessam e querem investir e fazer a carreira profissional crescer. A ideia central do programa é oferecer bolsas de estudos em cursos técnicos para a capacitação profissional dos cidadãos.

O projeto já alcançou mais de 4 milhões de beneficiados, em mais de 3.000 cidades e municípios em todo o Brasil. O governo tinha o intuito de investir mais de R$14 bilhões no projeto até o final de 2014, para que então chegasse à marca de 8 milhões de alunos matriculados em cursos técnicos profissionalizantes.

O programa se desenvolve de três formas principais: disponibilização de cursos para estudantes de ensino médio; especialização para jovens e adultos que querem se destacar no mercado de trabalho em suas respectiva áreas e por último a oferta de cursos para as pessoas participante do programa Brasil Sem Miséria.

Foto: (reprodução/internet)

CONFIRA MAIS: Tarifa Social de Energia Elétrica – Saiba como solicitar o benefício

Quais são as infinitas possibilidades

Para oferecer todos os cursos disponíveis para os estudantes, o programa faz parceria com algumas instituições como SENAI, SENAC, SENAT, SENAR, organizações privadas e campi de institutos federais de Educação, Ciência e Tecnologia.

Cursos técnicos

Eles possuem uma carga horária média de 800h de curso e prevê a capacitação do aluno para o mercado de trabalho o mais rápido possível. Não é o mesmo que o ingresso em uma instituição de ensino superior, entretanto, é o suficiente para o profissional começar no mercado de trabalho.

Esta modalidade está destinada aos que estão no ensino médio ou já terminaram o ensino médio e procuram uma capacitação rápida para o mercado de trabalho.

Cursos de formação inicial e continuada (FIC)

Esses possuem uma carga horária menor de 160h de curso e é diferente dos cursos técnicos, pois oferece ensinos mais amplos de diversas áreas de conhecimento tanto para aqueles que querem entrar no mercado de trabalho quanto para aqueles que querem se especializar em uma área que já atuam.

Além disso, é voltado para pessoas de diferentes níveis educacionais.

Como se inscrever

Apesar do programa estar aberta para qualquer pessoa interessada em participar, a prioridade são pessoas de baixa renda que estejam inscritas em algum programa do governo como (como Cadastro Único, Bolsa Família e outros) e estudam/estudaram em escolas públicas ou com bolsa em instituições de ensino privada.

Todos início de semestre abre um edital de inscrição para cursos do Pronatec no próprio site do Central Pronatec, então, basta fazer seu cadastro lá e acompanhar sua situação cadastral.